Xiaomi frusta em evento brasileiro

Em evento frustrante e sem sal, Xiaomi anuncia parceria com operadora nacional e a MIUI 7

Balde de água fria. Esse é o sentimento visto nas redes sociais com relação ao evento realizado pela Xiaomi hoje, em São Paulo. Ao contrário do que os fãs da chinesa esperavam, não houve o anuncio de um novo aparelho para integrar o portfólio de produtos.

Com a apresentação de Hugo Barra, a principal novidade da marca foi a parceria com a operadora Vivo, fornecendo o seu já conhecido Redmi 2 por R$ 249,00 no plano SmartVivo 2GB, que tem mensalidade em torno de R$ 170. Não, isso não é uma piada de mal gosto. Pelo menos, não de nossa parte.

Segundo Christian Gebara, Chief Revenue Officer da Telefônica Vivo, a escolha da marca reforça o compromisso da operadora com a inovação: “A Xiaomi é uma empresa reconhecida como uma das startups mais inteligentes e valiosas do mundo, e ser escolhido para essa parceria exclusiva é um grande reconhecimento de que a Vivo está sempre antenada, trazendo novidades em produtos e serviços que transformem a vida e melhorem o dia a dia das pessoas”.

Só faltou ele reforçar o compromisso com preços justos, o fim do choro contra o Whatsapp e mais respeito aos seus consumidores que passam horas a fio para resolver problemas no teleatendimento, graças à gravações infinitas visando ganhar tempo esquecendo-se de que o usuário busca atendimento eficiente e não marketing glamouroso.

Além da parceria, a marca também oficializou a vinda da MIUI 7 para aparelhos nacionais, algo já esperado desde o anuncio internacional (levando-se em consideração quais aparelhos estavam sendo considerados “atualizáveis” e, obviamente, o bom senso de esperar que não iriam abandonar o único aparelho no país à míngua) e o inicio do serviço Pick Mi no Rio de Janeiro (inicialmente, ele já estava disponível para moradores da cidade de São Paulo).

Sim, você não leu errado. A Xiaomi fez um evento apenas para isso. Quem esperava uma nova opção de aparelho, baseando-se nas promessas de um evento surpreendente da marca, a vinda do Hugo Barra e os lançamentos lá fora se decepcionou.

É, pelo visto, a Asus estava certa ao lançar o slogan: Chega de Mi Mi Mi… Do jeito que vai, tenho minhas duvidas se ela conseguirá aguentar a artilharia pesada vinda da concorrência, em especial Asus, Quantum (Positivo) e companhia.

  • Edson Paulo Motta Lacerda

    – Foi uma perda de tempo este evento da Xiaomi. Se o Hugo Barra não tomar cuidado todo aquele entusiasmo como eles vai se diluir como água. Lançamento bom pelo visto só na China e índia , decepcionante também porque eles escolheram o Brasil como o 1o. país fora da China para apresentar os seus produtos e merecíamos um tratamento mais sério. Na internet vemos que eles lançam novos produtos e é inexplicável que entrem aqui só com um modelo de celular, se isso não mudar a Asus e a Quantum estão aí para engolir os chineses. Abre o olho Hugo Barra!

    • danjustino

      Complicado. O evento dividiu os fãs em opiniões mas a maioria considerou um “tiro no pé”. Agora é ver o que vai acontecer daqui pra frente…

  • Pingback: Vivo habilita hotsite sobre o Redmi 2 - DarkFoxOnline.com()