Adeus tijolão? Pesquisador da MIT dobra capacidade de bateria Lithium-Ion

Empresa de aluno do MIT se prepara para anunciar bateria de Lithium-Ion com capacidade dobrada em comparação à tradicional

Não é novidade que um dos calcanhares de Aquiles do mundo moderno é a durabilidade de bateria dos aparelhos, em especial smartphones e tablets. Nesse sentido, parece que finalmente teremos uma novidade interessante chegando em breve ao mercado.

Qichao Hu, que é aluno da MIT (Massachusetts Institute of Technology), descobriu e desenvolveu um protótipo em 2012 de uma nova bateria, tendo ganho o concurso de aceleração de projetos da instituição e fundado a SolidEnergy Systems. O projeto tomou forma desde então e agora, o projeto se tornou comercialmente viável, com planejamento de produção para o ano que vem (2017). Inicialmente, a nova tecnologia será incorporada aos drones e futuramente, podem chegar a smartphones e outros dispositivos que dependem de bateria.

Chama a atenção, no entanto, que o projeto não chega a ser mirabolante, usando estruturas hoje já utilizadas na industria para a fabricação das baterias atuais (os protótipos inclusive foram produzidos em uma fabrica falida do ramo, a A123), o que pode acelerar mais ainda o processo. A bateria passou por alterações de composição química e substituições em componentes, permitindo diminuir o seu tamanho e ser possível a utilização acima de 80º C, sem colocar em risco a segurança dos usuários.

Será que teremos em breve aparelhos finos e com bateria de longa duração, sem sacrificar o bolso?

Créditos da foto: MIT
Créditos da foto: MIT

Imagem em destaque: Concept Phones
Fonte: Softpedia