GOOGLE

Ela voltou! Xiaomi passa a ser vendida pela DL no Brasil em breve

1

Por essa, definitivamente ninguém esperava! A brasileira DL confirmou oficialmente ontem a parceria com a fabricante chinesa Xiaomi, passando a ficar responsável pela importação e venda oficial de alguns aparelhos, aproximadamente 3 anos após a saída da marca do país.

Segundo a DL (ou Digital Life, para aqueles que conhecem essa há mais tempo), inicialmente serão disponibilizados dois smartphones: o robusto Xiaomi Pocophone F1 e o intermediário Xiaomi Redmi Note 6 Pro.

Já homologados, o que significa poder oficialmente ser vendido no país, estes dispositivos serão importados, o que garantirá a qualidade e confiabilidade perante os usuários.


Xiaomi Pocophone F1

Polêmico, o Xiaomi Pocophone F1 é considerado atualmente o aparelho com melhor custo/benefício do mercado, disponibilizando preço baixo e hardware avançado, economizando em acabamento e outros aspectos, o que nem sempre é considerado relevante por parte dos usuários.

A versão que será vendida pela DL é a mais robusta, ou seja, a que inclui o chipset Qualcomm Snapdragon 845 (octa-core de 2.8GHz), 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno, podendo significar dor de cabeça à boa parte dos flagships hoje disponíveis no mercado, caso o preço de lançamento seja tão agressivo quanto o visto internacionalmente.

Seu display é um Full HD+ de 6.18″ com aproximadamente 403 ppi e proporção de 18.7:9 e notch como o visto originalmente no iPhone X e posteriormente incorporado por boa parte das fabricantes mundiais.

São também destaques dentro do aparelho uma versão mais limpa da MIUI (o que inclui o Poco Launcher) e o acesso biométrico tanto por leitura de digital quanto por sensor infra-vermelho para leitura de face.


Xiaomi Redmi Note 6 Pro

O intermediário Redmi Note 6 Pro será o responsável por disponibilizar o hardware mais simples dentre os escolhidos nesse primeiro momento, o que inclui o chipset Qualcomm Snapdragon 636 (visto no Moto G7 Plus, Moto Z3 Play e outros), 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno.

Assim como o aparelho anterior, ele também conta com uma tela Full HD+ com notch porém ligeiramente maior (6.26″) e proporção 19:9.

Nesse aparelho porém, a interface incorporada é a MIUI, trazendo assim mais funcionalidade de sistema, algo semelhante ao visto em versões do Android mais customizadas como as vistas na Samsung ou LG.


Preço e disponibilidade

Por enquanto, não existem informações a respeito dos preços esperados para esses dispositivos mas, segundo a DL, a disponibilidade possivelmente será no decorrer da próxima semana.

E aí, você está levando fé na volta da Xiaomi por meio da DL? Fala pra gente nos comentários!

Daniel Justino

Internum: primeiro gameplay de desenvolvimento é revelado oficialmente

Previous article

ASUS e Qualcomm lançarão primeiro smartphone com QSiP em março

Next article

You may also like

1 Comment

  1. […] não existem informações a respeito do lançamento destes aparelhos no mercado nacional mas, considerando o fato de a DL estar oficialmente representando a marca no país, existe o risco de vermos ele aparecendo em território nacional […]

Deixe uma resposta

More in GOOGLE