Em junho de 2018, o Google confirmou oficialmente no mercado brasileiro a disponibilização do Android GO, versão mais leve do principal sistema operacional do mundo e que tem como principal foco oferecer uma experiência mais razoável em dispositivos com hardware mais simples e conexões mais fracas.

De lá pra cá, outras marcas chegaram ao mercado apostando na solução e um dos exemplos nesse sentido foi o Semp Go 5e, aparelho que excede os padrões mínimos originalmente citados para o Android Go, visando oferecer melhor experiência.

Sabendo disso, resolvemos trazer aqui pro site (e nosso canal) um review completo dele, visando mostrar quais são os prós e contras do dispositivo basicão da marca que tem assinatura de qualidade de TCL.


Design

Com acabamento simples e sem grandes inovações incorporadas, o SEMP Go 5e aposta em um acabamento em plástico e remete a outros dispositivos lançados pela TCL, incluindo em sua frontal uma tela HD+ de 5.5″ com proporção 18:9 e generosas bordas para compor a dianteira do dispositivo.

Semp Go 5e - frontal

Já na traseira, temos uma tampa removível plástica sem nenhum enobrecimento que traz um berço para abrigar a sua câmera traseira e flash, além de um leitor biométrico. Vale observar que nesse aparelho, não houve qualquer preocupação em enobrecer e dar melhor visual.

Semp Go 5e - traseira

Algo que no entanto pode agradar alguns usuários é que abaixo da tampa plástica, temos o acesso não só aos chips e microSD como também, para a bateria que, nesse caso, é removível.

Semp Go 5e - bateria e chips

Um ponto curioso nesse dispositivo é que ao contrário da grande maioria dos aparelhos no mercado, o seu plug de carregamento e transferência de arquivos (que é microUSB) é localizado no topo do aparelho ao lado do plug P2 para fone de ouvido.


Interface e sistema operacional

Como já dito anteriormente, o SEMP Go 5e aposta em trazer a versão mais leve do sistema operacional assinado pelo Google e felizmente, a marca optou por não realizar customizações na interface, o que significa dizer que ele temos um visual “praticamente puro”.

Com poucas opções de personalização e ícones que seguem a identidade visual desenhada para o Android pelo Google, o aparelho acaba se beneficiando e não sofrendo os engasgos que por vezes podem ocorrer quando se aposta na customização exagerada.

Entrando efetivamente na versão embarcada, por aqui temos o Android 8.1.0 Oreo Go Edition com um generoso delay na recepção dos patchs de segurança. Só para se ter uma noção, em dezembro do ano passado, o aparelho ainda estava com o pacote referente ao mês de janeiro do mesmo ano, ou seja, quase um ano de gap.

Vale observar porém que, por contar com um sistema mais simples, alguns aplicativos podem não ser compatíveis não sendo no entanto obrigatório o uso de apps com as classificações Lite/Go.


Hardware e desempenho

Ok, falamos que o sistema é mais leve e sem customizações para “trollar” com o aparelho mas, será que ele efetivamente é um aparelho que se garante pra o uso básico?

De maneira geral, podemos dizer que a resposta é sim, desde que o uso do dispositivo seja para o básico e não se exija muito do dispositivo por um motivo óbvio: o hardware é consideravelmente limitado e pode inclusive ser considerado com um dispositivo de entrada.

Por aqui, temos um processador Spreadtrum Unisoc Quad-core de até 1.4GHz combinado com 1GB de RAM e 16GB de armazenamento interno, além do suporte a um microSD de limite não especificado pela fabricante.

Além disso, também testamos os jogos Free Fire, Asphalt 8 e Real Racing 3 no dispositivo, sendo a experiência classificada no máximo como aceitável para estes títulos. Outro aspecto que vale citar é que o Call of Duty Mobile não ofereceu compatibilidade com o dispositivo na Google Play Store (e não tentamos realizar a instalação “por fora”).

Abaixo, é possível conferir a ficha técnica do dispositivo, permitindo conhecer mais a respeito do aparelho.

Especificações técnicas

  • Chipset: Unisoc Spreadtrum SC9832e
  • Processador: Quad-core de até 1.4GHz
  • GPU: Mali-T820
  • RAM: 1GB LPDDR3
  • Armazenamento interno: 16GB
  • Armazenamento externo: sim, via microSD de limite não divulgado
  • Tela: IPS LCD HD+ de 5.46″ com proporção 18:9
  • Câmera frontal: 8MP com flash LED
  • Câmera traseira: 13MP
  • Bateria: 2.500 mAh
  • Sistema operacional: Android 8.1 Oreo (Go Edition)

Benchmarks

Ainda falando de desempenho, trazemos também o compilado de testes realizados com o SEMP Go 5e, mostrando onde o dispositivo se posiciona com o conjunto que oferece, tendo sido testado no AnTuTu, Geekbench 4.4.2 Pro e PCMark, além do AITuTu para verificação da capacidade da inteligência artificial do aparelho.

  • AnTuTu Benchmark: 52.305 pontos
  • AITuTu Benchmark: 18.423 pontos
  • Geekbench 4.4.2 Pro: 636 pontos em single-core, 1.752 no multi-core
  • PCMark – Work 2.0 Performance: 2.948 pontos
  • PCMark – Work Performance 1.0: 3.955 pontos
  • PCMark – Computer Vision: 1.876 pontos
  • PCMark – Storage: 4.093 pontos
  • 3DMark – Sling Shot: 195 pontos
  • 3DMark – Sling Shot Extreme: 81 pontos
  • 3DMark – Ice Storm Unlimited: 4.165 pontos
  • 3DMark – Ice Storm Extreme: 2.496 pontos

Bateria

Entrando no quesito bateria, temos por aqui um aparelho que conta com uma capacidade energética relativamente limitada quando comparado com outros dispositivos atuais, graças ao seu tanque com 2.500 mAh.

No entanto, o fato de trazer um hardware menos robusto e o sistema mais básico acabou por fazer com que ele seja equivalente em tempo de uso do irmão TCL L10, sendo obtido uma marca de 4h27 no Geekbench 4.4.2 Pro e de exatas 5h no teste Work 2.0 do PCMark.

Já no tange ao carregamento do aparelho, temos o mesmo problema percebido no irmão mais robusto, demorando basicamente 3h para ir do 0% ao 100%.


Câmeras

Na contramão da tendência de ganhar infinitas câmeras, o SEMP Go 5e segue com a aposta de oferecer apenas um sensor de cada lado do dispositivo, sendo para selfies um 8MP e na traseira, um de 13MP.

Apesar de serem números aceitáveis, podemos dizer que os resultados derrapam no modo normal, sendo apenas aproveitáveis quando consideramos o modo HDR ativado (caso das fotos abaixo). No entanto, isso não torna os registros isentos de ruídos mas que ao menos entendem na maioria das vezes (apenas em uma das vezes a captura ficou estranha) do céu.

Um ponto que chama a atenção por aqui é que, assim como nos aparelhos com a assinatura da TCL, o SEMP Go 5e também oferece um software relativamente completo, com destaques para o modo manual na câmera traseira e em ambos os lados, as funções Night-Shot e Imagem de Áudio.


Vale a pena?

Considerando o seu preço baixo atualmente, podemos dizer que o SEMP Go 5e pode ser uma boa opção para aqueles que desejam entrar no mercado dos smartphones e abandonar de vez os aparelhos classificados como featurephone.

Obviamente porém, é sempre bom relembrar que o dispositivo se posiciona como um aparelho de entrada e oferece experiência básica, não sendo direcionado portanto para quem deseja um celular para jogar ou tirar fotos muito elaboradas.


Onde comprar?

Atualmente, o SEMP Go 5e pode ser encontrado em lojas nacionais com preços que começam abaixo dos R$ 430, com disponibilidade nos seguintes sites:

Categorias vinculadas:

REVIEWS, Android, GOOGLE, Smartphones e tablets,

Última atualização: 15/07/2020